segunda-feira, 12 de julho de 2010

Apenas


Só uma frase:
_ Um café e toda a ausência (...).

Só uma cor:
_ Quando fecho os olhos vejo vermelho-escuro e adivinho o mundo escondindo sob sonhos desavisados e cintilantes.

Só uma cena:
_ Uma casa coberta de neve e no interior desta casa um casal se beija. A imagem não é nítida e os gêneros igualmente não são nada nítidos mas depois de alguns segundos sem foco percebe-se que são duas mulheres se beijando na boca.

Apenas uma pergunta:
_ Quantas borboletas a gata branca tem em seu quarto cor-de-rosa para brincar de caçadora?

E uma idéia:
_ Vou sair por aí em busca da lua que fugiu do chuveiro enquanto eu lavava meus cachos (...). Quando encontrá-la vou escrever um poema e entregar meu poema para o amor que nunca existiu (...).

Uma verdade:
_ Sou mais branca que os bigodes da gata rajada e mais doce que o mel que escorre das estrelas. E reescrevo um mundo que se reconstrói a cada noite. Um mundo feito de perguntas, cores, frases, cenas, idéias e verdades.

Uma fantasia sexual:
_ Amor eterno. As fantasias sexuais mais banais que já tive realizei todas. Algumas desisti antes de realizar quando senti intuitivamente que eram inúteis e dispensáveis. Fantasiar faz bem mas é preciso decidir o que vale a pena tentar e o que não vale nada. Cada um sabe de si e nem tudo seria igualmente bom para todos.

Uma dúvida:
_ Sou capaz de amar um ser humano? Talvez eu ame apenas bichinhos de estimação tão cheios de afeto e pureza no olhar. Só acredito em amor doce que às vezes pode nos preocupar mas é feito de alegrias e prazeres e não de sofrimento. Amar um bichinho de estimação é doce e puro. Amar um ser humano pode ser doentio. Um sentimento que só causa angústia e mal estar é doença e não amor. Quando vejo um bichinho de estimação fico feliz e quando uma gata ronrona me sinto tão bem por ela estar ronronando que me pergunto: por que diabos seres humanos não provocam este grau de felicidade em mim?

Uma descoberta:
_ Sou pacifista. Mas auto-defesa não é o mesmo que atacar, e o mundo é agressivo. Gostaria que a paz mundial e a paz entre pessoas ou entre pessoas e animais fosse uma realidade.

Só mais uma coisa:
_ Amo escrever e também amo ler livros diversos e variados. Amo todos os tipos de bichinhos de estimação. Amo cinema e música e não me prendo à gêneros. Amo chocolate branco e trufas. Amo café ou capuccino. Amo comida japonesa ou saladas quando são bem feitas. Amo sexo entre mulheres e penso também em lados que desconheço. Sim, desconheço alguns lados das questões e ainda assim amo a imaginação e a criatividade e arte em coisas simples. Amo o inverno e amo roupas de frio. Amo o mar e amo tomar banhos longos e quentes. Só não sei mesmo se poderia te amar como você gostaria (...).

Liz Christine

Um comentário:

Flagoo disse...

ô menina séria...
bjs...
:o)