terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Volare




As danças medievais. A música irlandesa. A música escocesa. O ritmo da kalinka. Tudo no mesmo sonho. Uma cena de cada vez. Sognare, cantare, volare.

Não cante agora – a fada lilás está fazendo pirouettes.

Pas seul – Giselle está dançando no primeiro ato. De novo. Tudo no mesmo sonho. Uma cena de cada vez. Romeo está se vendo no espelho. Kitre está na sorveteria com Lise.

De novo. Novamente. Oberon está miando em sua casa. Sócrates está escrevendo em outra casa – a casa de Sócrates. Oberon e Nikiya são irmãos – Titânia é namorada de Nikiya. Já não sabemos?

Chá ou café? É hora de acordar. Sócrates mia. Sócrates ronrona. Sócrates quer cookies ou chocolate extra-cremoso. Mas não pode – só pode ganhar ração. E ponto final.

(Reticências)

... Ho letto quel libro che mia madre mi aveva prestato. Quello che parlava di una principessa...

Sto ancora sognando... Sognare, cantare, volare.

Liz Christine

Nenhum comentário: